quinta-feira, 8 de maio de 2008

2008 JavaOne Conference - Segundo dia: It's JAVA + YOU

O segundo dia da JavaOne 2008 (quarta-feira) iniciou com a sessão geral da Oracle, apresentada por Thomas Kurian, Senior Vice President da Oracle Corporation (alguém sabe dizer por que aqui esses caras são vice presidente, vice isso, vice aquilo??? Sendo um vascaíno, eu até me identifico com esses títulos, mas quem são os presidentes, diretores, etc?). O tema da apresentação de Thomas foi Enterprise Application Platform (Plataforma de Aplicações Empresariais). Nesta plataforma, as aplicações empresariais interagem com mecanismos de comunicação diversos, como Instant Mensegers e dispositivos móveis, a fim de agragar valor aos negócios. Achei a apresentação muito comercial, visando principalmente promover os produtos da Oracle utilizados nas demonstrações. Em 2006 a apresentação de Thomas foi uma das que eu mais gostei, mas este ano, não achei que valeu a pena o tempo que gastei para ouvi-lo.

Thomas Kurian falando sobre Enterprise Application Platform

Em 2006 a Oracle patrocinou uma sessão exclusiva do filme Missão Impossível 3 para os participantes da JavaOne. Este ano, o filme foi o Iron Man (Homem de Ferro). Foram distribuídos ingressos (limitadíssimos) para o filme, com direito a pipoca e refrigerante.


Thomas convidando os participantes para a sessão de Iron Man


Depois da sessão geral, fui assistir a 2 palestras sobre temas que muito me interessaram desde que voltei a desenvolver aplicações desktop com Swing: Swing Application Framework e Beans Binding.

A primeira foi a TS-6605 Deep Inside JSR 296, the Swing Application Framework, com Hans Muller e Tomas Pavek, ambos engenheiros de software da Sun. Nela foram apresentados os principais recursos do framework: gerenciamento do ciclo-de-vida das aplicações (do startup ao shutdown); gerenciamento e carga de recursos; Actions síncronos e assíncronos; Criação de tarefas (tasks) e gerenciamento de estado (session state). No final foi feita uma demonstração do suporte oferecido pelo NetBeans 6.1 ao framework. Foi criada uma aplicação de banco de dados com mestre-detalhe em poucos segundos, bastando alguns cliques de mouse. Para quem tem saudades do Delphi (não é o meu caso), estamos quase lá. Quem tiver interesse sobre desenvolvimento de aplicações com Swing App Framework pode trocar uns e-mails comigo e acessar https://appframework.dev.java.net/.

Continuando no mesmo tema, e até na mesma sala, veio a palestra Beans Binding: Good for the Heart, com Shannon Hickey e Jan Stola, também funcionários da Sun. Eles apresentaram como esta especificação, definida pela JSR 295 resolve o problema da ligação entre componentes de interface e de negócio, como e quando ocorrem as operações de validação e conversão. Também foi feita uma demonstração com o NetBeans 6.1. Mais detalhes sobre Beans Binding (JSR 295) estão disponíveis em https://beansbinding.dev.java.net/.


Processo de ligação dos componentes com o beans binding


Com tanta informação em mente, fui dar uma volta no pavilhão para distrair e ganhar alguns brindes. Há muito o que ver nos stands (booths) das empresas e do java.net. Há apresentações curtas, como a de dispositivos bluetooth com os brasileiros Bruno Cavaler Ghisi e Lucas Torri. Logo depois, aconteceu uma sessão de perguntas e respostas com James Gosling (o pai do Java). O que mais me chamou atenção no que ele disse foi que, apesar do tema da conferência, Java + YOU, aquele apêlo original de ter Java na geladeira, no microondas, no interruptor e até no secador de cabelos, cedeu lugar para as "quatro telas" das nossas vidas: dispositivos móveis, computadores, automóveis e, mais recentemente, a TV digital.

James Gosling respondendo perguntas no pavilhão

Como sempre, o dia acabou com muita diversão. Às 5h fui à festa de vigésimo aniversário da Parasoft (você já ouviu falar desta empresa? Eu também não, mas, como eles me convidaram, eu não ia perder). Depois fui ao cinema Metreon assistir ao filme Iron Man, patrocinado pela Oracle. O filme, baseado na história da Marvel, é fantástico e parece ficar melhor ainda assistido em um cinema de altíssima qualidade de som e video. Ao sair do cinema, fui direto à festa da Sun Developer Network (SDN), onde encontrei com uma turma de brasileiros. Contribuiram para a animação da festa os dois PS3 com um jogo de rock'n roll, jogado com 2 guitarras, uma bateria e um microfone. Formamos uma banda brasileira e... bem... como roqueiros, somos bons desenvolvedores Java... rsrsrs...

Banda de brasileiros "arrebentando" no PS3

Este foi o resumo da quarta-feira, segundo dia da 2008 JavaOne Conference, por Givanildo Santana do Nascimento, diretamente de San Francisco, CA - EUA. Mais fotos deste dia estão disponíveis em http://picasaweb.google.com/gsnascimento/20080507JavaOne2008

4 comentários:

Murillo Oliveira disse...

Givas, no vc o meu blog.
de uma olhada.
http://lilloaju.spaces.live.com

Murillo Oliveira disse...

eita escrevi tudo errado, que teclado!
botei vc no meu blog Givas.

fulaninha disse...

gostei da maneira como tu escreve, estou trabalhando com java há pouco tempo e não fiquei entediada em ler fulanissima.blogspot.com

Givanildo Santana do Nascimento disse...

obrigado pelos seus comentários. Diante da procura e dos acessos ao blog, em breve postarei novidades aqui.

Um forte abraço!
Givanildo